Depois do Nada

November 16, 2016

 

 

 

 

 

 

Texto e Direção: Gabriela Mellão

Elenco: Luciana Ramanzini, Mauro Shames, Reinaldo Soares, Ester Laccava, Aline Abovsky e Antônio Salvador

dramamix

SP Escola de Teatro | 15/11/16 | 20h30

 

Angelica Liddell é uma das vozes mais peculiares do teatro contemporâneo. Com qualidade ímpar, suas falas transitam entre a acusação e a autorreferência para insurgir contra valores, sistemas, estruturas e certezas. Por isso, e pela eficácia de uma estética igualmente reconhecível, valer-se de seus discursos e imagens torna o exercício teatral desafiador e quase inalcançável. Quase. Porque em Depois do Nada, tendo o amor como perspectiva a ser investigada por diversos ângulos, do niilismo ao patétitco, conquista a linguagem e vocabulário cênico oferecendo ao espectador o que se pode chamar por experiência liddelliana. As cenas são apontamentos ao que virá, consequentes às pesquisas e buscas do talentoso elenco e da precisão com que Gabriela Mellão acessa o universo sempre feminista, mas nem por isso limitado a seu recorte. Ao usarem o amor para expor as falências civilizatórias, o espetáculo problematiza a consciência de adquirimos sobre nós mesmos. São imagens e falas complexas que se acumulam em um intrincado jogo poético, cujo esfacelamento humano se realiza impiedosamente, tornando ainda mais perigoso de tudo levar à destruição de muitas das ilusões comuns. É o que sempre quer Liddell, em cada criação. Desvelar as falsas seguranças, expor as farsas construídas e desejadas, assumir os fracassos e estupidez, agredir a intelectualização que sustenta os valores mais cristalizados e morais. Ainda que em movimento, Depois do Nada aponta cada uma dessas buscas com eficiência e competência. Sem dúvida, pelo assistido, um dos trabalhos mais importantes aos que ocuparão as salas da cidade no ano que vem.

Please reload