Noite de festa

May 29, 2016

Voltamos ao teatro anterior, o São Luiz. Havia uma festa e a dj convidada era ninguém menos que Stella Rabello. Sim, a atriz brasileira que está em E se elas fossem pra Moscou? Sim, essa mulher maravilhosa e deliciosamente louca. Como não ir? Ao subirmos as escadas do metrô, o improvável se deu. Do outro lado da rua estava Miguel Seabra, diretor do Teatro Meridional, de Lisboa. Ainda que para nós, que vivemos em São Paulo, a cidade se pareça pequena, é ela uma metrópole e as possibilidades dos esbarrões é bem pequena. Havíamos nos falado pelo facebook, mas nada dava certo em nossas agenda. Mas hoje, sem que nos programássemos ao encontro, ele ocorrera naturalmente. Ou quase. Isso, porque Miguel concluiu que, já que estávamos em Lisboa, certamente estaríamos em um dos teatros participantes do festival. E arriscou ir. E arriscou o teatro certo. E acertou a hora exata. E, ali, na saída do metrô, começamos a colocar a conversa em dia, avançando pelo jantar, pela festa... Conversar com Miguel é sempre um prazer. Falamos sobre teatro, sobre a política por aqui, pelo Brasil, pelas maneira como a nossa direita está agindo como fizera a direita portuguesa. Falamos sobre lembranças, sobre o futuro, sobre crítica, sobre viagens. Falamos sobre pessoas em comum. Falamos de irmos à festa... Ah, a festa. Bom, Stella e Julia discotecando. Palavras de ordem em defesa do Brasil. Pista lotada. Vodka. E muitos amigos. Portugal realmente parece ser a continuação da casa do brasileiro. Uma noite e tanto pra nos dar fôlego aos dias que ainda virão. 

foto: Patrícia Cividanes

 

 

Please reload